Sunday, 14 May 2017

Profissão radical


9 comments:

Rasuras do Aparo said...

... nem trabalhando em situações extremas se escapa ... a esse olhar peculiar ... por vezes trocista e brincalhão ... mas vezes por demais sereno .. demasiado sereno ...

João Menéres said...

Tudo aqui é excelente, caramba !
Desde a fachada, cujas janelas ( tanto as fechadas, como as abertas ) apresentam-se de forma diferente : Umas, têm as cortinas corridas; outras, não.
A luz que se reflecte é irregular e reforça o dinamismo desta imagem.
Agora, o que é verdadeiramente "excelente" é a posição da senhora , prontinha para um acidente fatal...
Recomenda aos condóminos desse prédio a empresa TRABALHOS VERTICAIS.
Conheço e dou boas referências !

Minimal said...

Wow, impresionante!!!

Buen trabajo amigo mío :))

Un abrazo.

Clarice said...

Coitadinha da senhora, tanta janela e tanto Ajax limpa vidros… :) e se calha o pano cair-lhe o que ela tem de descer e tornar a subir…
Parecem janelas de uma abóbora gigante! ;)

the dear Zé said...

e eu derreto-me, que um homem não é de pedra...

Manu said...

Nada te escapa e admiro as tuas fotos pelo teu olhar atento em que nada te escapa.
Parece um trabalho arriscado, mas se calhar é uma ilusão de óptica, se fosse em Kuala Lumpur haviam uns meninos com guindastes e andaimes por fora a pôr tudo a brilhar.
Aqui brilhaste tu com mais uma excelente foto

Remus said...

Cruzes canhoto!
Valha-me nossa Senhora de Fátima e também, já agora, a da Conceição, da Abadia, da Lapa, da Penha, do Cabo, da Peneda, de Aires, da Nazaré, da Aparecida, do Aviso, da Ortiga, da Saúde, para quando ela cair, a dos Remédios, para quando tiver que ir à farmácia aviar a receita e da Agonia, para quando estiver deitadinha na cama a cuidar dos ossinhos partidos...
Existe gente muito maluca. Uma coisa é certa! Não era eu que fazia aquele serviço, nem que pagassem uma pipa de massa esparguete.
Só de ver, até fiquei com aflição...

Já da fotografia em concreto, nem é preciso dizer nada. O grafismo e as cores, estão em perfeita harmonia.

Camerando Blog said...

Não é de hoje que sinto a tal da ZELOTIPIA ao visitar este blogue.
Quantas e quantas vezes passei em frente a um edifício qualquer e vi alguém limpando os vidros perigosamente desta mesma forma, sem ter passado por meu pobre cérebro tal composição...
Meus parabéns pelo olhar fotográfico :)

Ana Freire said...

Um enquadramento perfeito... em que a profissão radical... é só mais um pormenor... do tanto que esta imagem nos dá para apreciar... e para reflectir sobre o brilhantismo da mesma... e sem ser por conta do limpa-vidros... o que torna a coisa ainda mais extraordinária!...
Beijinho
Ana