Friday, 7 July 2017

O homem do saco


7 comments:

João Menéres said...

Fizeste tudo em Chefchaouen !
E esgotaste o que por lá havia.
A única coisa que me deixa tranquilo é que não pensava lá ir !...

Às riscas ( horizontais e verticais ), adicionaste o contraste entre as neutras, as quentes e a fria !
Não contente, ainda nos desafias com um pé no ar !
Irra, que abusas !!!

alfacinha said...

A paz da simplicidade e a beleza do momento
abraço

Rasuras do Aparo said...

... ela escondeu-se ... ela escondeu-se do homem do saco ...

Ana Lúcia said...

Gosto muito desta foto... gosto do seu mistério. E também sei como é difícil fotografar pessoas em Marrocos.

Remus said...

Por cá só existem sacos do Pingo Doce ou do Continente e nem são assim tão fotogénicos. Por isso, fazer uma fotografia igual a esta por este lado, é praticamente impossível. Para além que teria de roubar uma qualquer tenda da praia ou pelo menos um para-vento, para conseguir obter o tecido para fazer a túnica.

Moral da história: Era uma fotografia de muito difícil concretização se ela fosse feita cá. Mas como foi feita lá, a L.Reis só teve que se colocar à cusca e esperar que passasse o primeiro homem para o atacar por trás. A parte mais difícil foi esperar que o homem fizesse perfeita parelha com o saco.
:-)

Ana Freire said...

Num país onde tudo parece ser azul... vê-se que ainda há gente honesta... o homem não transporta com ele, nenhum saco azul... mas sim cor de rosa às riscas... :-D
Uma imagem extremamente interessante, uma perspectiva super bem escolhida... com a particularidade das escadas parecerem que se estão a incorporar na parede... Um momento muito bem apanhado!
Bjs! Bom fim de semana!
Ana

Minimal said...

Jeje, perfecta relación título-imagen.

Y la imagen es muy bonita también.

Un abrazo maestro.