Friday, 18 November 2011

Última nota de rodapé [Last Footnote]

...pois sob o caudal imenso da noite, afogavam-se todas as margens e até todas as montanhas...sobrava, tão somente, o incompleto sentido da luz.

16 comments:

João Menéres said...

Corre devagar o escuro da noite.
Mas, no outro hemisfério a luz nunca falta e é nesse SÍTIO que contigo quero estar.

Um beijo deixado no teto.

the dear Zé said...

e fará a luz sentido fora da espessura das sombras como um rosto que só encontra razão na luz de prata dos espelhos...

bêjo (e outro em reverência pelo imenso talento que aqui inspiro em profundas golfadas de ar...)

Anonymous said...

...resta uma sombra para iluminar...
@

L.Reis said...

...resta?

João Menéres said...

Se a noite é assim tão imensa, não te preocupes !

João Menéres said...

O que puseste no cabeçalho é o que estou a imaginar ?

Bj.

L.Reis said...

Será? :):)

João Menéres said...

Não, não é !

Os pratos só estão ao mesmo nível na balança. E dá trabalho !

Remus said...

Os altos e baixos a vida.

Elegante e uma forma sublime de terminar em grande uma bela série.

Rute said...

...hoje vou roubar os dizeres do Remus...;)

1 beijinho, Lina

Margarida Belchior said...

... pegando na deixa do Remus ...

... os altos e os baixos da vida, são como o calor e frio, o longe e o perto, a noite e o dia, o sol e a lua, a tristeza e a alegria, as despedidas e os re-encontros, ...

... nenhum vive sem o outro ... e tão bom como cada um desses momentos, são a infinidade de sensações que vamos experimentando nas subidas e descidas que tão bem nos mostras ...

:-))

Um beijinho grd e um óptimo resto de fim-de-semana.

Calusarus said...

Like a modern chair…

mfc said...

... como cadeira de descanso!

César H. Diago said...

It´s a fantasy, a visual paper game.
I think it´s a beautiful work.

I´ll see again.

Greetings.

(http://cesar.hdiago-fotografia.blogspot.com)

Anonymous said...

... que tal completá-lo ! ...
T

Helder Ferreira said...

Uma onda...