Wednesday, 9 November 2011

Outras leituras-Cap.11 [Chapter 11]

...onde ardem palavras.

10 comments:

João Menéres said...

Tens lareira ?
Ainda não acendi a minha. Estou a resistir quanto posso.
Preciso de estar cá por cima mais uns tempos e com a lareira é difícil resistir.

Tão difícil como resistir à magia destas tuas LEITURAS!

E logo eu que gosto de ler devagarinho e voltar atrás...

Um beijo no calor do fogo que escreveste.

Margarida Belchior said...

... e quando as palavras ardem ... que mais falta dizer ainda?

Chamam-se os bombeiros?!? ... :-DD

Beijinhos grds

Rute said...

...quando as palavras ardem é porque vêm directamente do coração e por isso são de valor incalculável...Por acaso eu reparei logo que esta foto tinha mais qualquer coisa a valorizá-la...

1 beijinho:))

Anonymous said...

..inventas sempre maneiras de comunicar .. agora até por ..sinais de fumo .. envolto em letras ... que por vezes são palavras ...
T

Calusarus said...

The way out of the book

Remus said...

O que dizer??

Sempre que aqui venho, fico com os nervos à flor da pele. Isso é garantido!

mfc said...

As formas... e os sonhos!

Tuca Kors said...

Amo o teu blog!

José Magalhães said...

Cheguei aqui por acaso. Entretive-me a ver e a ler estas fotografias. Alegrei os olhos e li palavras a arder. Gostei muito. Irei voltar mais vezes.
Abrç

FAIRES said...

... onde e quando as palavras ardem, o poeta entristesse epor vezes chora... pega na "pena", e como se de fumo fossem, eis que voltam e completam a obra... nas tuas imagens as palavras vão nascendo, à velocidade da imaginação e criatividade.