Tuesday, 17 May 2011

Saio para a varanda...

... cá dentro não há lugar que me caiba, nem paisagem que me pinte o olhar.

11 comments:

João Menéres said...

Já nem discuto a imagem !...

A legenda é das mais ( MUITO ) poéticas que tu
letraste !!!

Mas não te debruces, por favor !


Um beijo cá debaixo.

Rute said...

Vejo o teu olhar pintado em todas as imagens que crias...não há como me enganar...

1 beijinho:)

Clarice said...

então mora na varanda....tenho a certeza que os teus poemas nascem de algum lugar muito especial...

Helder Ferreira said...

E que bela varanda! :)

ANRAFERA said...

Original e imaginativa toma. Me gustan estos detalles.
Saludos.
Ramón

mfc said...

Lembrou-me a varanda do Régio na "Toada de Portalegre"!

Foto admirável.

ZEKARLOS said...

Foto linda, enquadramqnto perfeito, muito bom.

Margarida Belchior said...

... não sei se é varanda ou janela,
não sei se a parede é amarela,
nem sei me penduro nela, ...

:-))

Só sei que me deu para aqui!:-))

Bjs e mtas assim- geniais

Anonymous said...

é porque ... já não há varandas como as ... de outrora ... com nesgas de Tejo e ... muros de ternura ...
T

Remus said...

Mas não é uma varanda qualquer. É uma varanda toda «ricócó».
Pormenor, como sempre, bem visto.

ruimnm said...

agora, também desenhas com sombras em paredes brancas?