Tuesday, 24 May 2011

A janela [The Window]

Hoje o eu é outro eu
atraso o passo sem saber em que esquina  dobre o horizonte
enleada em nós de atar e desatar...
talvez o amanhã nasça janela,
(mais azul que o azul de todo o céu)
a aguardar uma paisagem de mim.

10 comments:

Rute said...

...nem sei se gosto mais da imagem ou das palavras!... 'talvez o amanhã nasça janela'...com vista para o AZUL que tu reinventas tantas e tantas vezes...

TUDO LINDO, LINA;)

1 beijinho

Clarice said...

Vai nascer com toda a certeza... quem escreve assim com imagens também, merece tudo!

*beijinho, Lina!

João Menéres said...

Olha-me outra a falar de nós !
Já não me bastava a RUTE ( Rs,Rs,Rs...), agora és tu mesminha !
Mas eu acho que tu o que queres é que eu não tenha nós !...
Talvez os desate, amanhã...
Mas tem sido uma trabalheira, menina !
Nem te conto, pois fico à espera que apareças à janela e não me moas mais a farinha.

Um beijo em cada esquina por onde o horizonte encontrares.

João Menéres said...

As costureiras dão pontos !

Helder Ferreira said...

Muito bonita... :)

ruimnm said...

lindo azul. muito bem costurado.

Remus said...

Por ser uma casa à Porto, já implica que seja linda.
Mas fotografada à «lá Reis", fica uma obra prima.

mfc said...

Um olhar perfeito...!

Anonymous said...

... já houve tempos em que todos os amanhãs foram janelas ... abertas de par em par fzendo juz ao azul que as inundava ... e as mantinha em liberdade constante... ansiando por um novo amanhã...
mas adiantando o passo ... eu busco de novo ... esse amanhã... rosa...
T

Jala Pfaff said...

Ese azul dentro de la ventana me tiene hipnotizada.