Wednesday, 8 September 2021

Não sei se voe, se vá de barco...


 

13 comments:

João Menéres said...

Não te aconselho optar pelo avião.
Então não sabes da discussão que paira sobre o Aeroporto da Portela ?
Corrias o risco de já o não encontrares !
Sempre é mais seguro dares um saltinho e aventurares- te no 11 que te oferece a cor verde ( sinal de esperança ).

Uma imagem misto de impressionismo e q.b. de realismo.
Afinal como hobby és fotógrafa ou pintora ?
😍

Rasuras do Aparo said...

... vai de barco ... vai de barco pois o balanço tem outro encanto ... há mas vai no 17 ... poderá ser menos seguro ... mas a emoção está garantida ...

Ana Lúcia said...

Depende do destino.
:)
Se quiseres ir observar baleias e golfinhos nos Açores, o aviâo está fora de questão. Se queres fazer um passeio romântico em Veneza, a gôndola é o mais aconselhado. Se quiseres ir ver a Lua irás de nave espacial...
Nesses barquinhos coloridos aí retratados só te aconselho viagens no lago e sem ondulação, em dias calmos, sem ventanias.
Espero ter ajudado.

Maria Manuela said...


Pobre passarito indeciso, tentando inspirar-se naquele verdor... qual miragem que lhe complica a distância...
Não vá ele de encontro à água que o ninho não está ali, não...
Uma beleza de reflexos!

João Menéres said...

Palpita-me que graças a um certo encontro ( não do 3º grau ) tens uma nova SENHORA COMENTADORA !...

😍

Rajani Rehana said...

Beautiful blog

orvokki said...

Heipsan,
I really love these colorful boats.

L.Reis said...

João: O 11 tem um ar esperançoso, é verdade... :)

Ana Lúcia: Ajudaste bastante, mas quem está indeciso é o passarinho, vou-lhe passar a informação :D

Maria Manuela: Espero bem que o passarinho não se baralhe, ou vai acabar com as penas ensopadas :) Obrigada pela visita!

Rasuras: O 17? De certeza? Não quero ser enganada...

Remus said...

Não sei se voe, se vá de barco... Olhe, faça nem uma coisa nem outra: Vá a nado.
De preferência em mergulho apneia.
E que pelo caminho, encontre uma enguia eléctrica e que ela lhe dê muitos beijinhos e carícias.

E o pássaro, que pelos vistos é o actor principal da fotografia, eu só o vi, porque li nas etiquetas "pássaros". É claro que pensei que: "Esta mulher está maluca! Isto são barcos, não são pássaros". Mas depois realmente vi um ÚNICO E PEQUENO pássaro.
O que agora me leva a pensar que a L.REis anda a ver no mínimo a dobrar (consequência de beber demasiado Bacardi?). Se na etiqueta está pássaros, porque é que só aparece um?...

Eu já nem sei o que diga, nem sei o que pense.
Mas acho que colocar um sinal de proibida a entrada a L.Reis nesse tal jardim do Campo Grande, seria uma excelente iniciativa do Medina. Iria ganhar votos!

Manu said...

Eu ficaria aqui a baloiçar no barco azul, o 17, não arriscaria ir de avião, só se fosses até ao Porto, ouvi dizer que há lá umas coisas interessantes para ver e fotografar.
Este colorido enfeitiçou-me.

L.Reis said...

Remus: Eles são dois! O outro está dentro do barco à procura da bóia.

Ana Freire said...

Para esses lados... costumo ir de metro!!! Que o transito em Lisboa é de doidos! :-))
Está uma delícia esta calma que a imagem, nos transmite, em tons encantadores!
Beijinhos
Ana

alfredo nogueira said...

Vai a voar de barco.