Thursday, 31 March 2011

Que pena [Feather]

... restara apenas uma memória de vento azul, sem o longe de uma asa.

12 comments:

João Menéres said...

Sabes o que me fez lembrar ?
-Algo do Calatrava e a pena que tenho de estar tão longe de ti...
Resta-me o azul, o teu azul.


Um beijo.

Edu Crispi said...

Great shot!

Helder Ferreira said...

Muito artistico! :) Gostei do uso que deste à pena e a luz que criaste com ela!. Muito bem!

Rute said...

Que linda!....

Ainda não entendi se és tu que fazes do Azul uma peça de arte ou se é o Azul que te transforma numa 'fazedora' de pequenos/grandes sonhos...

1 beijinho:)

intimidades said...

lindissima

Bjinhos
Paula

Remus said...

Acho que é melhor nós cortamos relações.
Não vale a pena andar neste "espetar de faca" constante. Esta situação só nos deve fazer mal à saúde e nós não vamos para mais novos.
Em alternativa, vou começar a ver as suas fotografias de olhos fechados.
;-)

mfc said...

Sei que fiquei maravilhado!
Esotérico... não sei!
Um azul lindo... certamente!
Fico-me por aqui!

Clarice said...

Não, não se escreve assim com imagens e palavras sem que no dia seguinte apareça uma outra asa que te leve para essa cor que tão bem escreves, Lina!

Se as cores fossem nossas:)... o azul era teu!!

ruimnm said...

que pena esta não ser minha :(

ma grande folle de soeur said...

Pura beleza!!!!

Anonymous said...

mas ... o vento é e será sempre imprevísivel ... um dia tão fraco que nem se dá por ele ...noutro dia tão forte ... que até nos poderá levar ... em tons de ... azul ...
T

Andrea said...

I love this post:the image&the words together,