Thursday, 10 March 2011

Palavra em Lua cheia [Word in full moon]

Quando a pele já não absorve tudo o que é negado, seremos suficientemente importantes para que o sim aconteça?

11 comments:

Helder Ferreira said...

A lua está bem cheia, mas parece um bocadinho negativa com esse grande não. :)

Mais uma foto brilhante! ;)

João Menéres said...

Para já, a Lua não está nessa fase !
Tenho que esperar pelo dia 19...
Só então poderei avaliar a importância de não me chamar ERNESTO !

RsRsRs e :)


Um beijo para ser bem recebido.

ruimnm said...

não? sim! sim, mais uma grande ideia.

Clarice said...

...claro!
A pele, com os seus efeitos, também nos ensina...tanto...

Ginnie said...

You're reminding me that I have a macro lens I need to get out and learn to use, Lina. I wish you could be standing over my shoulder to help me with HOW! Your work often astounds me. Seriously.

FAIRES said...

Somos sempre importantes...
Nem sempre o "sim" acontece...
Por vezes, mesmo muitas vezes, o "não" é mais perfeito.
A prova está nesta imagem...
Desta vez, mais uma vez o "não" expresso aqui com imensa exatidão e perfeição...

Remus said...

E adianta alguma coisa dizer não?
A L. Reis é uma "psicopatafotográfica". Gosta de provocar sofrimento nas nossas almas fotográficas.
;-)

Esta gota faz-me lembrar um implante mamário de silicone.

(Como é que eu sei que eles são assim?... É segredo!)

:-)

Anonymous said...

Não duvide!
A gente mesmo debaixo de uma LUA TRISTE resiste.
Acredite!!!

Agora se houvesse EXPO2011 (sua) muita gente não ia ficar triste (garanto).

Continuo a NÃO acreditar que isso NÃO ESTÁ para acontecer!!!!!!!!!!!


Inté.

Sérgio Pontes said...

Gostei, está muito giro

Clarice said...

Já mostrei este "Não" a tanta gente descrente...:) é porque este "Não" assim em lua cheia, lembra o "SIM" acontecer...

E eu acho que as mensagens "fortes" são mesmo o Teu forte:)

beijinho, Lina:)

Anonymous said...

o sim aconteçe ... por ter acontecido um não algures ... haverá sim(s) que absorvidos são mais dolorosos ... que o não em atitude escapatória do universo que o abrange ... mas a importância do decisor da imagem do não ... será sempre o sim ... porque sim ... somos importantes ...
T