Saturday, 12 February 2011

Entrepalavras [Among words]

Apeteciam-me palavras leves...para não carregar com o peso de tudo o que calo.

13 comments:

João Menéres said...

Está MAU TEMPO ?

A legenda...ai a legenda !!!
(mas olha que o verbo CARREGAR é muito áspero...).

Um leve beijo.


Bom fim de semana !

Rute said...

Mais outra daquelas...
Fico sem palavras...nem leves, nem pesadas...

1 beijo;)

Helder Ferreira said...

Continuas numa onda de criatividade genial! Parabéns!

Ana Omelete said...

Mas por vezes as palavras leves são demasiado leves para suportarem o peso do que calamos..
é a primeira vez que venho ao teu blog e gostei :)
uma boa noite.

João Menéres said...

Será que2ª feira vais ter mais visitantes e mais comentários ?
Oxalá...


Um beijo neste degrau onde a expectativa pousou.

ana barata said...

Que bela imagem!

Anonymous said...

Um título e um texto que de tão belos ...abrangentes e consequentes me retiram alguns ... e me fazem recordar tempos em que as palavras eram leves, afoitas, manuseadas mesmo febris de entusiasmo e conotações ternurentas ... e agora a sua ausência entrecortada de tempos a tempos por diálogos prudentes ... que as não deixam fluir em cascata ... mantendo-as em pensamento ... acrescentando memórias ... linhas mais linhas numa insustentável lezeva ... que já se vai fazendo notar ...
T

intimidades said...

sera possivel nao carregar o peso?

Fantastica foto

Bjinhos
Paula

Jorge C. Reis said...

Magnífica série !!!

Desculpe a ousadia mas não quer juntar-se a nós ?

http://euroweblink.com/fotopoint/

Um abraço

Margarida said...

Os carrêgos, é deitá-los borda fora, para impedir os naufrágios ... mas há sempre alguns que teimam em ficar, para mais tarde, já no lugar dos mais antigos, serem deitados ao mar como que empurrados por outros que vão chegando ... num incessante movimento!

[... os carrêgos cansam-me sempre! ... ;-) ... e as costas começam a dar sinais!]

Bjs e boa semana

Remus said...

Este anda com o mundo as costas.
É como nós em certos dias.

Se a inveja matasse.... A esta hora, já teria direito a missa de sétimo dia!

ruimnm said...

esta série é invejável.

Marie said...

excellente composition.