Friday, 3 June 2022

Palavras cruzadas II


 ... para tecer uma nova linguagem sem palavras que fazem doer.

8 comments:

Rasuras do Aparo said...

... procuram-se letras ora açucaradas ... ora revestidas a chocolate ... e ainda polvilhadas com mimos ... que tornem as frases doces ... envolventes e que nos façam sentir felizes ...

Remus said...

E vai no “take” II… Isso quer dizer que começou um novo martírio.

Com esta fotografia entramos num túnel, mas não existe a tão esperada luz ao fundo do túnel. O que só vem realçar que esta série ainda vai durar e que não existe um fim à vista.
Mas os culpados disto tudo somos nós.
Se nós, os “malssacrados” pela L.Reis fizéssemos greve, acho que a L.Reis ia piar fininho.
E digo mais, que a criação do sindicado dos “«malssacrados» pela L.Reis" já esteve mais longe…

Ildefonso Robledo said...

Muy buena imagen, amigo.
Un saludo

João Menéres said...

Eu tinha escrito que há silêncios dolorosos !
Onde foi parar tal testemunho ?

😍

L.Reis said...

Rasuras : gosto dessas letras! :)

Remus: Apoio! Faça greve! Note-se que uma greve, neste contexto, proíbe qualquer atividade relacionada com a fotografia!

João: Acho que o testemunho ficou perdido no silêncio :):) Mas agora já aqui está!

Manu said...

Desci neste poço de palavras, que tentei decifrar, não consegui, mas tenho a certeza que são tecidas com carinho que te é tão característico.
Gostei muito desta linguagem.

Ana Lúcia said...

Já estava mesmo a adivinhar... eu devia ter ficado lá no meu cantinho. Chego aqui e sou presa em grades de papel que lá por serem de papel não deixam o meu ego livre. Está cheio de inveja e raiva!!!

Ana Freire said...

Fez-me lembrar os genéricos do Bond... James Bond!
Vou ficar a aguardar que alguém passe lá ao fundo...
Mais uma ideia super criativa... e muitíssimo bem concretizada!
Beijinhos
Ana