Monday, 24 February 2014

A Barra que já não queria ser Código

... e se eu escapar, até posso crescer maré e espreguiçar-me até à beira do mundo.

8 comments:

HB said...

Tudo nos escapa quando não estamos atentos.
A Lina está atenta
HB

João Menéres said...

E lá construiste mais uma espiral...
Desenrola e espreguiça-te à vontade.
O Dr.Relvas vai estar calado por uns tempos....


Um beijo ( porque te espero perto desse sítio ).

Anonymous said...

... e se escapares ... se cresceres maré ... e ao te espreguiçares à beira do mundo fores dar ... verás que que esse mundo é redondo ladeado de um imenso azul ... sempre ladeado de um imenso azul ... se escapares ...
T

Frank said...

Great!

Remus said...

Já vim ver esta fotografia no mínimo umas três vezes e de todas essas vezes, acabei por ter que ir lamber uma tomada eléctrica, para ver que acabava com a taquicardia que estava a sofrer.
No comentário anterior eu disse que não iria aguentar até quarta e pelos vistos, a praga vai mesmo cumprir-se, para além que vou deixar uma enorme conta de electricidade por pagar.

Existem muita gente que fala mal do Coelho, do Relvas, do Portas, do Cavaco .... mas minha gente, tomem nota do que digo, esses todos juntos não dão meia Lina, são autênticos meninos do coro.

Esta senhora ataca de mansinho e ainda coloca um ar angelical, mas no fim, o ataque é sempre certeiro e fatal.

cecíliademeloalvim said...

Excelente! Não sei como que conseguiu e nem quero saber. Gosto do que vejo e não interessa o resto.
Parabéns.

Kaipiroska said...

Ai Lina Lina, não fui lamber uma tomada como o Remus, mas tive que respirar bem fundo antes de conseguir escrever umas poucas palavras - gosto muito!

Rute said...

Deixas-me sem palavras...és uma grande artista, o resto, já os comentadores anteriores o disseram.

Beijinhos