Sunday, 1 February 2009

Tímido amanhecer [Shy dawn]


(a luz reescreve o vazio...amanhecendo palavra à beira de um mar qualquer)

12 comments:

João Menéres said...

Como pode haver vazio com toda essa criatividade, com toda essa imaginação sempre empolgante?
A luz a escrever na página, penetrando nela com suavidade, para não ferir o texto cujo título tão sugestivo é: MAR ME QUER .

Sandra Rocha said...

Lindissima como sempre :)
Beijos e uma boa semana.

Teresa Durães said...

folhas que ainda precisam de serem escritas.

Clarice said...

Amanhecem imagens que nos fazem acordar e isso acontece em todas as viagens por mar... há sempre uma folha em branco para preencher...isso é vida...

*Esta é a minha preferida!

Miss75 said...

Joli juste ce rai de lumière

tossan said...

Magistral! Abraço

Essa alegria, que me põe cativo,
colheu-me, um dia, morto... e agora eu vivo. *Furlam Naeto*

mingo said...

Excelente composición y por su sencillez, es maravillosa. Saludos!

Andrea said...

The Poetry from Small Things.
Amazing Title...

Eduardo P.L said...

Linda imagem, e sugestivo NOME!

Anonymous said...

Tímidos são sempre os primeiros olhares ... chegam devagarinho e vão tornando-se fixos por breves instantes... contracenando com penumbra do verbo ... do riso na busca do encanto dessa maré de um mar que não é um qualquer mas sim aquele que se descobre e se tenta preencher... navegar de onda em onda de uns cabelos com caracóis largos ... e será então um Mar Me Quer ...
T

flo g said...

simple et si evocatrice..

Jorge Monteiro said...

Destaco a excelente luminosidade da foto e a forma como foi gerida.
Trabalho de Mestre!
Beijinhos