Wednesday, 18 February 2009

Madrugada [Dawn]



As madrugadas são olhos que amanhecem, orvalhados por memórias intocadas.

[Dawns are eyes awoken by the dew of untouched memories]

21 comments:

JR said...

Continua impecável e de muito bom gosto o seu blogue.
Cumprimentos.
JR

Yanneck said...

excelente... é proibido passar a palma da mão...

João Menéres said...

O efeito cromático do azul com todo este encarnado a esconder um barco, uma mesa e cadeiras,que importa? está de uma beleza difícil de descrever.
E a tua descrição das madrugadas?

Excelente.
Um beijo para ti que três dias já faziam mossa.

Enfokme said...

Buenas Lina, despues de un tiempo liado en el trabajo aqui estoy deleitandome con tus fotos, me gusta mucho esta con esa semiopacida y esa condensacion.Saludos

Anonymous said...

...sabes,
tu sabes
como se arma um coração

LR

Roland said...

Excellent idea with a beautiful colored result !

Jorge Monteiro said...

Simplesmente GENIAL!!!
Coisas simples dão fotos fantásticas... este é o exemplo.
Parabéns.
Beijinho

Andrea said...

You played with colors like a musician...
I could stay here hours to watch this picture...

Clarice said...

E por isso únicas...

Lindo!!!

Ruela said...

Digital [natural] manipulation ;)

La_Dama said...

Me gusta esa imagen borrosa tras los cristales...

monsoon-dreams said...

you make art out of simple things!

Carla said...

magia em vermelho!
beijos

Remus said...

Neste momento a minha tensão arterial disparou para além dos limites recomendáveis.
Cada vez mais começo a ter a ideia, que antes de cá vir, tenho de tomar um calmante ou quanto muito um chãzinho de camomila.

Efeito muito bem captado...

~pi said...

da humidade

do

olhar



~

ma grande folle de soeur said...

Fabulosa foto. Parece-me um quqdro impressionista..

Ana Lúcia said...

Fabulosa.

Imaginerf said...

A great picture : Bravissimo !

jump said...

Wonderful, it makes a great abstract shot... I like the texture on the glass and all this red :))

Micha said...

fantastica!

Anonymous said...

E de as vivenciar e respirar tão intensamente ...
T