Wednesday, 21 February 2007

Perspectivas do olhar

2 comments:

Anonymous said...

Olho e observo a ternura de cada rasgo feito tempo,nesse tempo que passa teimoso em deixar rasto por vezes agreste sempre de forma sublime, mas sempre deixando a sua marca ao longo do tempo.Sempre diferente ... sempre

cristina said...

Como os dedos de uma mão que se estendem até ao Infinito...que buscam o céu,no seu esplendor de azul intenso e o Sol,o astro-rei,senhor de toda a vida...Simplicidade na foto mas os olhares poderão ser infindáveis...Mishi