Wednesday, 19 January 2022

Se os sonhos tivessem cor...


Quem consegue sonhar a cores que se acuse.

9 comments:

João Menéres said...

Se os sonhos tivessem cor passavam a realidade.


😍

joaquín said...

¡Que bonita!

Manu said...

Eu consigo, eu consigo, mas gosto deste sonho verde que me incute esperança.

Rasuras do Aparo said...

... por vezes existem sonhos que nos trazem à tona imagens cheias de movimento cores vivas e até palavras que parecem ditas no momento ... ( este sonho por aqui espelhado já vai na fase do arrefecimento da coloração e do seu agito ...)

Ana Lúcia said...

Este sonho... sonho não, faz-me lembrar os lismos de um pântano onde fico atolada, debato-me para escapar, fugir dali e cada vez me enterro mais na lama... sinto-me como Frodo no Pântanos dos Mortos, Dead Marshes, no caminho para o Portão Negro... A Lina deve-se ter aliado a Gollum... Oh, que tristeza, deve ter sido vítima de Mordor...

orvokki said...

Beautiful.

Remus said...

E os sonhos não possuem cor?
Será que a L.Reis sonha a preto e branco? Isso não será um problema de recepção? Já tentou ajustar as antenas?
Eu sonho a cores.
Quer dizer... eu acho que sonho.
Pelo menos quando estou a sonhar nunca pensei: Calma aí! Pause! Isto é cores ou a preto e branco?!
E depois acordo e já não lembro-me nada do sonho que sonhei. Basicamente não tenho memória suficiente no cartão de memória. Tudo o que sonho é apagado ao acordar.

E também gostaria que a L.Reis não tivesse espaço no cartão de memória da máquina fotográfica. Dessa forma, esta fotografia não existiria e era uma chatice a menos.

alfonso said...


·.
Yo me acuso, aunque no siempre lo hago en colores.
Tu foto necesita ser soñada por un poeta aunque tal y como está me guste mucho.
Um beijinho

LaMiradaAusente · & · CristalRasgado

Ana Freire said...

Ultimamente... só os meus pesadelos têm cor... e os meus sonhos... andam um pouco assim... em tom verde estagnado... pelo menos, enquanto esta pandemia continuar a rondar... e a importunar...
Adorei esta imagem, que nos proporciona um belo e assertivo retrato dos dias de agora... de vida em suspenso... como a conhecíamos pelo menos...
Beijinhos
Ana