Friday, 10 July 2009

O Vagar das sombras IV [The quiet of the shadows IV]

...quem dera encerrar em cada adeus a certeza de um regresso escrito na luz
[I wish I could I could always leave knowing that light will always bring me back]

11 comments:

Caçador said...

Tás a ver? É o que eu digo, as tuas palavras pingam poemas em cada post, como aquelas fantásticas da "ilha d'água".

E as fotos? o conjunto resultou fantástico, a precisar da parede de uma galeria...

Beijo

Sérgio Aires said...

Sem comentários. A melhor de uma excelente série.

Anonymous said...

Quando te fores, leva-me contigo.

Clarice said...

...quem dera...

Teresa Durães said...

mais uma linda foto! E o fundo está muito bem apanhado

Nuno de Sousa said...

Um belo trabalho numa bela cor... gostei. Abraço

Ana Ventura said...

Normalmente entre 1000 palavras e uma imagem, escolho as palavras. Tu deixas-me indecisa, mesmo com menos palavras.

para me divertir:
(Vorrei andarmene senza paura di non trovare la luce del ritorno.)

(J’aimerais que chaque départ puisse être sûr que la lumière saura écrire mon retour.)

ruimnm said...

São dois poemas: um de palavras outro de luz!

Harry said...

Very cool. I like the composition and the way the branch continues over the shadow while the mind orders that it be dark.

Anonymous said...

Tudo AQUI
me revela
o que eu não digo, o que eu afirmo
onde eu gosto de ficar
o que eu procuro
o que eu rejeito, e
o que nunca vou recusar.

Até sempre
(com a beleza destas imagens)

Remus said...

Uma sombra presa.
Uma composição muito bem pensada e concretizada. O nível de contraste está 5*.