Saturday, 10 March 2007

Mestre pescador (The fisherman)



As horas cinzentas e adormecidas da alvorada, iam-no encontrar naquela proa de rocha negra. Tinha no porte a aristocracia do seu antiquíssimo ofício e na pele a voragem de tantas maresias.
Era mestre e pescador. Guardava nas mãos rudes, o segredo das marés e falava a estranha língua dos céus e dos ventos.
A ilha chora a sua silhueta perdida e no cais ainda ecoam os seus passos...

2 comments:

aksel said...

I like the nose, makes me smile :o)

Damanpreet singh said...

beautiful description..
rest copy the comment of aksel :)