Wednesday, 30 July 2014

Artes de camaleão


10 comments:

João Menéres said...

Em Chaouen, ficaste de boas relações com o Chef !...
Os "AZULES" ficaram todos para ti !!!

Rute said...

Que cores maravilhosas, que sitio encantador e encantado. Adorei:)

Beijinhos

chapiniki fotos said...

Eso se llama mimetismo o camuflaje.

Estupenda foto.

Abrazos.

ZEKARLOS said...

Que grande explosão de cores, muito bom mesmooooo. Bjs

Ana Freire said...

E hoje, como já é habitual, estará por aqui, mais uma foto absolutamente extraordinária e deslumbrante da Azulinândia...
Uma foto absolutamente fabulosa, Lina...
Não foi à toa, que comecei a minha lista de favoritos, lá no meu canto, por este blog...
Aproveito para me despedir, pois irei afastar-me, por algum tempo, do mundo virtual. A partir de segunda feira suspenderei as publicações, no meu blog. Algures, lá para Outubro, estarei de volta.
Votos de tudo a correr bem, por aqui, e continuação de tão excelentes trabalhos.
Até já... lá mais para a frente...
Ana

Jéfferson B. Cezimbra said...

Cores vivas que muito me agradam.
Parabéns pela bela imagem.
Abraço

Remus said...

Já não sei o que dizer...
Já não sei o que criticar...
Já não sei o que disparatar...
Já não sei o que pensar...
Já não sei onde vou parar...
Mas se algum dia lhe colocar a vista em cima, não sei o que poderá acontecer. Mas desconfio que vão acabar por existir olhos à belenenses e dentes pelo chão...
:-P

cottidianus said...

excelente!! muito bem captado este momento de "camuflagem" :)
as cores estão fantásticas, e criam um ambiente muito interessante (tal como as outras fotos de Marrocos - penso eu)

Clarice said...

mistério... aqui há gato... a senhora está a tramar alguma. E não é coisa boa. Quando menos se esperar ela Alevanta-se dali e espeta uma faca no bandulho de algum camaleão...creddoooooo, agora até fiquei com medo das minhas próprias palavras e pensamentos... apre! :) é tb isto que as tuas fotografias provocam, cenas e coisas e tal :)

*adoro as cores

Anonymous said...

... e quando estiver triste ... e quando não me lembrar ... e quando precisar ... a esta fotografia venho saudades atenuar ...
T