Thursday, 3 June 2010

A difícil arte de ser janela III [The fine art of being a window III ]

...e outras brincam dominós de cores.

6 comments:

João Menéres said...

Especialmente difícil sem AZUL...
Contrastes entre diferentes matérias
E sempre uma grade a isolar...
Como passar um beijo?

Clarice said...

gosto destas impossibilidades onde podem existir sempre (outras) possibilidades... é muito bonito isso...

Parabéns!!! e um beijinho

Margarida said...

... mesmo sendo difícil "esta arte de ser" ... o "sabor" das possibilidades é directamente proporcional às dificuldades!

:-)

Bjs

Remus said...

«Janelas fechadas são olhos de cego.»
Será verdade?

Ao ver esta fotografia, eu diria que não.

legivel said...

... lamentou-se desiludido. Era a terceira vez que passava por aquela janela... fechada. Os traços fisionómicos da jovem (linda de morrer! disso lembrava-se bem) começavam agora a desvanecer-se na sua memória. Não poderia garantir se os seus olhos eram castanhos ou azuis ou se os cabelos seriam negros ou louros. Abanou o rabo três vezes, sinal que estava na hora de ir observar a outra freguesia e, com sorte, atirarem-lhe com umas espinhas de carapau.Lançou um último olhar à janela e lembrou-se que tinha um convite para uma inauguração de pintura para os lados das Janelas Verdes. Não podia correr o risco de se atrasar . Não fossem as Janelas ficarem Maduras...

Anonymous said...

Indeciso olhou a janela tal tabuleiro ... e pensou :
Jogo às damas ... ou jogo-me à dama...
T