Sunday, 12 April 2009

Armadilha [Trap]



As espirais são prisões onde a liberdade se disfarça de infinito.

28 comments:

Selena Sartorelo said...

Concordo..rsrsr
Excelente olhar e registro.

beijos,
Selena

tossan said...

Idem a amiga Selena...Fantástico efeito visual. Abraço

A Teoria do Kaos said...

A minha Pascoa foi excelente, e a tua?

Abraço

Ana Lúcia said...

Fiquei presa na espiral! Soberba! ;)

Espero que tenhas tido uma Feliz Páscoa.

flo g said...

on est résolument aspiré par l'oeil noir.. bravo

Clarice said...

E não é uma "armadilha" qualquer... é prateada...

*gosto da cor.Muito!

Caçador said...

Sente-se a vertigem (vertigo), a cor está um must.

Calusarus said...

Very nice stairs

Michael Rawluk said...

That is too perfect. Stunning shot.

Nuno de Sousa said...

Magnífica imagem, e a cor está de uma beleza estonteante, gostei bastante, parabéns.
Abraço Luís e uma boa semana para ti,
nuno

Sandra Rocha said...

A vida é como essa espiral que às vezes parece que não encontramos a saída ou o inicio, uma grande confusão.
Adorei.
Beijos.

JMV said...

Magnética...e incrível.

Teresa Durães said...

as espirais são movimentos contínuos que nos levam à prisão de um núcleo fechado.

L.Reis said...

NUNO: Obrigada pelo comentário e pelo abraço...só não me chamo Luís e sou do género feminino :D:D:D

Leonor said...

a liberdade também se disfarça??? (excelente imagem)

alex said...

palavras profundas... e uma imagem nao precisa de legenda... :) um controlo da luz mto bom... ;)

Kafia said...

Bela prespectiva!
Sensação de infinito :)

Boa semana :)

Chris Coelho said...

Maravilhosa essa imagem... Da para ficar presa nela!!! Parabens.. ;0)

harry said...

Interesting composition and well-done B&W.

legivel said...

... quando vejo uma espiral lembro-me imediatamente de um bolo que gostava imenso quando era garoto (creio que se chamava -ou ainda se chama, cornucópia). Quando a minha avó me levava a passear, ao chegar a hora do lanche e me perguntava que bolo eu queria, respondia-lhe sem hesitação «aquele da corneta!»
Eu era, na altura, um "guloso em espiral".

Tens no "Fantasias" resposta à falta do coelho.

vera said...

trees -blue - and lines - vertical or curves - or diagoanl -excellent- and your framing are relevant - this stone sculpture is original modern work- the range of tone of this snake is artistic

Chapa said...

É sempre um prazer passar por aqui, encontro sempre fotos que gostaria de ter feito.

Anonymous said...

Busco essa liberdade ..no finito ... de uma espiral já longa no tempo ... tão longa que por vezes já olho por cima do seu abraço ... ternurento sem dúvida ... na lembrança do seu beijo doce de gelado em tempo quente...
T

Remus said...

Eu já nem sei o que dizer...
Está aqui uma espiral que é um regalo.

João Menéres said...

Armadilhas destas só me podiam conduzir a uma liberdade absoluta ascendente...

Um beijo (e sem mais palavras!)

Anonymous said...

espiral presa por um fio...inquebrantável

Denis said...

Nice spiral perspective. I like this black eye.

Fluentinpotuguesinerf said...

Anothr great one ! Bravo for this wonderful serie and
Beijos !
Boa semana !!